20.7.19

Still Lives & Grotesque series | Séries Naturezas Mortas & Grotescos

A fechar as partilhas sobre a participação no projecto Aurora Boreal, refiro agora algo diferente: uma exposição falsa, dentro doutra exposição. Mais concretamente, a retrospectiva d'O Infante Portugal no 23º AmadoraBD (2012) foi composta por 3 mostras: colectiva com desenhos da trilogia; antevisão da adaptação do herói para BD, para sintetizar a personagem a novos leitores e fazer transição da trilogia para a nova série; e outra exposição, designada de Naturezas Mortas, pelo pintor Nero Faial.
Wrappin-up the showcases on my participation in the Aurora Boreal project, I'm now referring to something different: a mock-exhibit, within another exhibition. More specifically, The Infante Portugal retrospective in the 23rd AmadoraBD (2012) was composed of 3 shows: a collective exhibition with the trilogy's drawings; a preview of the hero's adaptation into comics, with the aim of synthesizing the character for new readers and transitioning from that trilogy to the new series; and another exhibit, Still Lives, by painter Nero Faial.
 


Ora, Nero Faial não é senão a identidade secreta do inimigo d'O Infante Portugal nos livros, conhecido por Vulcão, que na vida real é um pintor malogrado e curador da Fundação das Artes Narcissistas, bem como meio-irmão de Aurora Boreal. Achámos caricato expor uma mostra falsa, com quadros próprios da bizarria daquele, na qual foram usadas pinturas minhas que, nem a propósito, criei em 2003, o mesmo ano em que o primeiro livro foi escrito!...
Now, Nero Faial is nothing less than the secret identity of Infante Portugal's nemesis in the books, known as Volcano, who in real life is an ill-fated painter and curator of the Narcissistic Arts Foundation, and Aurora Boreal's half-brother. We found it funny to show a false exhibit there, with images proper of Nero's bizarreness, for which we used paintings of mine that, curiously, were created in 2003, the same year in which the first book was written!...


Nestes quadros, que iniciei com a minha primeira pintura a óleo, quis explorar a uma versão literal de “naturezas mortas”, inspirada em parte por uma fase inquieta da minha vida pessoal. Assim, transmiti nas obras o negrume que me afectava, e subsequentemente desenvolvi uma série tangencial, intitulada Grotescos, onde a expressão tosca e bizarra esteve em destaque, em parte inspirada nos esgares extremos do videoclip de “Black Old Sun” da banda Sound Garden (1994).
In these paintings, where I did my very first oil canvas, I wanted to explore a literal version of "still lifes," inspired in part by a restless phase of my life. Hence, I transmitted into these works the blackness that was surrounding me, and subsequently developed a tangential series, titled Grotesques, where the crude and bizarre expression was in center stage, partly inspired by the haunting facial expressions of Sound Garden's "Black Old Sun" videoclip (1994).

 

Inclusivamente, à imagem de exposições verdadeiras, foi exposta uma Folha de Sala sobre o “autor” e também críticas, uma negativa e outra exultante, pelos personagens fictícios Jacinto Magno e Lúcio Olímpio, que transcrevo abaixo:
A ARTE FATAL: A arte resgata-nos da matéria precária ou imperfeita que nós somos, em memórias e tradições. Por isso, as Virtudes Plásticas deveriam aspirar, para maior sublimação, ao alcance com a transcendência. A beleza, o êxtase, a fruição, a luz e a cor - eis elementos que estimulam um renovo do olhar... Mas, aqui, há apenas o sobressalto e deletério." --Jacinto Magno
GÉNIO FEROZ: Eis o génio puro e genuíno. Nas telas, as figurações languescem, como Naturezas Mortas. Estranhas entranhas, sinais possuídos pela tensão feroz e seminal da sátira e do desmaio, da insolência e da catarse. Estas imagens irónicas, poderosas, projectam-se sofisticadas, abrasivas, além do nosso olhar, tolhendo-nos o espírito pela poética do insuportável.” --Lúcio Olímpio


In addition, in the image of true exhibitions, a Room Sheet on the "author" was also available, as well as two criticis, one negative and another exultant, by the fictional characters Jacinto Magno and Lúcio Olímpio, which I transcribe below:
THE FATAL ART: Art rescues us from the precarious or imperfect matter that we are, in memories and traditions. Therefore, the Plastic Virtues should aspire, for greater sublimation, to reach with transcendence. Beauty, ecstasy, fruition, light and color - these are elements that stimulate a renewal of the gaze ... But here, there is only startling and deleterious. "--Jacinto Magno
FEROCIOUS GENIUS: Here is pure and genuine genius. On the canvases, figurations languish, like Still Lifes. Strange entrails, signs possessed by the ferocious and seminal tension of satire and fainting, insolence and catharsis. These ironic images, powerful, project themselves sophisticated, abrasive, beyond our gaze, holding us spirit by the poetics of the unbearable. "--Lucio Olímpio


Esta exposição, para a qual contribuí cenograficamente, foi comissariada por Ana Taipas e montada por Carlos Reis. Em suma, tratou-se duma curiosidade que ligou as minhas raízes na Pintura a este meu primeiro trabalho no ramo da Ilustração. Como que um caso da Arte a imitar a Vida, ou ao contrário.
This exhibition, to which I contributed scenographically, was commissaried by Ana Taipas and designed Carlos Reis. In short, it was a curiosity that linked my roots in Painting to this, my first work in Illustration. Like a case of Art imitating Life, or vice versa.

(Fotos obtidas de/Photos taken from: blog DanielMaia-Art)

9.7.19

Aurora Boreal - Esboços / Sketches

Na sequência da partilha das ilustrações integrais que criei de 2011-2016 para a série Aurora Boreal, editada em quatro livretos entre 2017-2018, mostro agora os esboços e desenhos preliminares que inicialmente fiz para uma Aurora recém-nascida e infantil, e depois a arte conceptual do visual final, após esta ter ascendido ao estatuto de heroína.
Following the sharing of the full illustrations I created from 2011 to 2016 for the Aurora Boreal series, published in four booklets between 2017-2018, I now show the sketches and preliminary drawings that I initially made so as to represent a newborn and infant Aurora, and then the concept art of her final look, after she had risen to heroic status.

Outro conceito desenvolvido foi o das 3 idades, considerando que a personagem tem poderes cósmicos e pode tornar-se imaterial ou transpor dimensões, pelo que não é constante na sua idade cronológica.
Another concept developed was that of the three ages, considering that the character has cosmic powers and can become immaterial or transpose dimensions, so she isn't constant in her chronological age.


Foi após este ponto que comecei a conceber as ilustrações em si, que tinha bem definidas na minha mente desde o início. Foi só uma questão de ajustar composições e refinar detalhes.
It was after this point that I began to come up with the illustrations themselves, that I had well defined in my mind from the beginning. It was just a matter of adjusting the compositions and refining certain details.


Aproveito ainda para partilhar os trabalhos preliminares da prancha-dupla criada para a BD O Infante Portugal em Universos Reunidos, onde precisei de representar o protagonista, várias personagens secundárias com laços aos mundos místicos, e o artefacto mágico Livro Livre.
I also take the opportunity to share the preliminary works of the double-spread created for The Infante Portugal in Gathered Universes, where I had to represent the protagonist, secondary characters with ties to the mystic worlds, and the magic artifact Boundless Book.

Por fim, feito o trabalho, as ocasiões para apresentar as edições nos eventos da especialidade vêem com a oportunidade para autógrafos desenhados para os fãs. Nem sempre me ocorre fotografá-los, mas ficam aqui alguns exemplos...
Finally, once the work is finished, the occasions for presenting the editions at events always see opportunities for signed autographs for the fans. It does not always occur to me to photograph them, but here are some examples...

7.7.19

Aurora Boreal - Ilustrações / Illustrations

A série Aurora Boreal foi criada por José de Matos-Cruz e publicada pela Apenas Livros num formato diferente, o livro-de-cordel, popular nas primeiras décadas do séc.XX. Introduzida no vol.3 da trilogia O Infante Portugal (2012), onde fui convidada a ilustrar a nova personagem com o autor Daniel Maia, fui depois desafiada a criar o visual específico da heroína, estreada num spin-off insinuado na edição especial Aurora Boreal e O Instinto Supremo e consolidado no 1º ciclo O Princípio Infinito (2017-2018), composto por quatro livretos, ilustrados por mim, Daniel Maia, Renato Abreu e Teotónio Agostinho.
A acompanhar a apresentação da série no XIII FIBDB, a transição de protagonismo entre Infante Portugal e Aurora Boreal foi destacada numa exposição com desenhos na Galeria Escudeiros. Subsequentemente, os 4 livretos foram lançados no 28º AmadoraBD, XIII FIBDB, 29º AmadoraBD e na Tertúlia BD de Lisboa (#414). O 2º ciclo, O Eterno Paradoxo, começou entretanto a ser publicado, com ilustrações a cargo doutros quatro talentos, e o último ciclo virá no próximo ano, em O Círculo Imperfeito, no qual farei um pontual regresso.

The series Aurora Boreal was created by José de Matos-Cruz and published by Apenas Livros in a different format, the stringed-booklet, popular in the first decades of the 20th century. Introduced in vol.3 of O Infante Portugal trilogy (2012), where I was invited to illustrate the new character together with author Daniel Maia, I was then challenged to create the specific look of the female hero, for a spin-off premiered in the special edition Aurora Boreal and The Supreme Instinct and consolidated in the 1st story arc The Infinite Begining (2017-2018), composed of four booklets, illustrated by me, Daniel Maia, Renato Abreu and Teotónio Agostinho.
Following the series presentation at the XIII FIBDB, the transition of protagonism between Infante Portugal and Aurora Boreal was highlighted in an exhibition with drawings in Escudeiros Gallery. Subsequently, the four booklets were launched at the 28th Amadora BD, XIII FIBDB, 29th AmadoraBD and Tertúlia BD de Lisboa (#414). The 2nd arc, The Eternal Paradox (2019), has since begun to be published, with illustrations by four other talents, and the series will conclude next year with The Imperfect Circle, where I will make a brief return.



O desafio desta saga passou por inverter o processo criativo, pois foi pedido aos artistas criarem as imagens para capas de capítulos antes da narrativa ser escrita, para o autor se inspirar nos universos visuais dos ilustradores e, assim, incorporá-los na história. Por isso, estando ligada ao “nascimento” da personagem, decidi ilustrar aspectos da vida de Aurora..
The challenge of this saga was in the creative process reversal, because the artists were asked to create the images for chapter covers before the narrative was written, so that the author could draw inspiration from the illustrators visual universes and thus incorporate them into the story. Therefore, being linked to the characters' "birth", I decided to illustrate aspects of Aurora's life...



Em suma, destaquei os seus poderes cósmicos (1); ligações a Guimarães (2), Farol do Bugio (3) e Lisboa (4), onde representei um aspecto dela que idealizei anos antes, de que Aurora, sendo etéria, pode projectar-se em várias fases da sua vida, sintetizando este conceito em três idades: criança, adulta e idosa; figurei ainda o dilema do seu parentesco (5), concebida da ex-heroína soviética Oktobraia e entidade Malsão; e por fim, fiz uma composição com a afinidade da Aurora e a Bússola mágica (6), um dos artefactos chamados Signos Perpétuos.



In short, I emphasized her cosmic powers (1); the connections to Guimarães city (2), to Bugio's Lighthouse (3) and to Lisbon (4), where I represented an aspect that I had idealized years before, that Aurora, being ethereal, could project herself in several phases of her life, synthesizing this concept in three ages: child, adult and elderly; I also focused on the dilemma of her parenthood (5), conceived by the former Soviet heroine Oktobraia and cosmic entity Malsão; and finally, I made a composition that represents Aurora's affinity with the magic Compass (6), one of the three artifacts called Perpetual Signs.



As ilustrações foram desenhadas em formato A3, e coloridas digitalmente com tom azul claro.
The illustrations were drawn in graphite, in A3 (11,7x16,5 inches) format, and digitally colored with a light blue tone.


No processo criativo, desenhei outras imagens que considero estudos, que não se enquadram na série de ilustrações mas que são interessantes de partilhar também. Parte destes esboços originais foram editados como Extras em O Princípio Infinito, que partilharei noutra ocasião.
Amidst the creative process, I drew other images that I consider studies and do not fit into the series of illustrations, but which are interesting enough to share as well. Some of the original sketches have been published in the Extra sections of The Infinite Principle, which I will share on another occasion.



...E finalmente, tangencial a este projecto, como artista da Aurora fiz três páginas da revista O Infante Portugal em Universos Reunidos, premiada em 2018 com o prémio do público para Melhor Obra Curta, onde surge esta prancha-dupla que mostra a transição de poder do protagonista para a sua sucessora, e que igualmente faz “ponte” entre ambas séries, servindo ainda de ponto de acesso fácil aos leitores.
...And finally, tangential to this project, as Aurora's artist I did three pages of The Infante Portugal in Gathered Universes comic-book, to which the readers awarded the prize for Best Short Comics in 2018, where this double-spread aimed to show the power transition from the protagonist to his successor, and that also "bridges" both series, serving as an easy access point for new readers.