16.7.21

Provérbios de Animais - Amostras de Colorações | Animal Proverbs - Colored Samples

Após antecipar alguns desenhos do novo baralho de cartas de jogar, Provérbios de Animais, que a editora Apenas Livros irá lançar dentro de alguns meses, hoje partilho imagens novas, agora coloridas digitalmente. O baralho, que reúne provérbios sobre alguns dos animais de quinta e selvagens mais carismáticos da cultura Portuguesa, figura ilustrações coloridas nas cartas de trunfos e ases.

Provérbios de Animais vai ser apresentado oficialmente no 14º Congresso da Associação Internacional de Paremiologia, a decorrer em Tavira em Novembro, no Hotel Villa Galé.


After anticipating drawings from the new deck of playing cards, Animal Proverbs, that publisher Apenas Livros will release in a few months, today I'm sharing new images, now in digital color. The deck, which brings together proverbs about some of the most charismatic farm and wild animals in Portuguese culture, features colorful illustrations on the trump and aces cards.
Animal Proverbs
will be officially presented on the 14th Congress of the International Association of Paremiology, taking place in Tavira in November, at Hotel Villa Galé.

8.7.21

Provérbios de Animais - Amostras de Desenhos | Animal Proverbs - Drawings Samples

Em Junho terminei o mais recente projecto de baralho de cartas ilustrado, desta vez voltando a assinar os próprios desenhos, assim como o grafismo/design do produto. Trata-se de Provérbios de Animais, uma espécie de actualização do primeiro baralho produzido pela Apenas Livros, em 2010, intitulado Baralho dos Provérbios, actualmente esgotado.
Com este novo baralho de cartas de jogar com provérbios, a editora quis oferecer algo novo aos coleccionadores e aumentar o destaque dado à tradição portuguesa, perante a riqueza de ditados populares e de provérbios que usufruímos, dividindo-os em diferentes categorias, das quais esta, focada em animais, será a primeira. Esperamos que o novo baralho seja um sucesso ainda maior do que foi o original!


Entre os oito baralhos de cartas cujo grafismo produzi para a Apenas nos últimos quatro anos, este será o terceiro no qual sou também a ilustradora, após Gatos Baralhados (2018) e Baralhas de Cães (2019). E penso que o trabalho que aqui fiz, sendo um desafio artístico diferente, resultou acima das expectativas que inicialmente tínhamos.
O baralho Provérbios de Animais será publicado em Outubro. Até lá, desfrutem destas amostras.

In June I finished my most recent illustrated deck of cards' project, this time featuring my own artwork, as well as with the usual product designer responsabilities. It's titled Animal Proverbs, a kind of update of the first deck produced by Apenas Livros, in 2010, then called Deck of Proverbs, which is out of print.
With this new deck of playing cards with proverbs, the publisher wanted to offer something new to collectors and increase the emphasis on Portuguese tradition, given the wealth of popular sayings and proverbs that we enjoy, dividing them into different categories, of which this, focused on animals, will be the first. We hope this new deck will be an even bigger success than the original!



Amongst the eight decks of cards whose graphic identities I produced for Apenas over the past four years, this will be the third in which I am also the illustrator, after Shuffled Cats (2018) and Dogs Shuffles (2019). And I think the work done here, being a different artistic challenge, came out well above the expectations we initially had.
The deck of cards Animal Provers will be released in October. Until then, enjoy these samples.

27.6.21

Os Contos mais Épicos de Conan – Exposições Fnac / Fnac exhibits

A partir de Junho, a editora Saída de Emergência expõe as ilustrações da antologia Os Contos mais Épicos de Conan, de Robert E. Howard, nos auditórios das lojas Fnac espalhadas pelo país. A exposição estreou-se na Fnac Chiado (Lisboa), a par da apresentação do livro. Estou honrada por ter meu trabalho patente nesta mostra itinerante!

Locais/Datas:
Fnac Chiado (Lisboa) - Até 31 de Julho
Fnac Sta. Catarina (Porto) - 1 Setembro a 25 Outubro
Fnac Coimbra - 1 Novembro a 4 Janeiro de 2022
Fnac Faro - 13 Janeiro 2022 a 31 Março de 2022


Starting in June, publisher Saída de Emergência will be showcasing it's illustrations for the anthology The Most Epic Tales of Conan, by Robert E. Howard, in the Fnac megastore auditoriums throughtout the country. The exhibit was premiered in Fnac Chiado, in downtown Lisbon, alongside the presentation of the book. I'm honored to have my artwork shown in this tour!


15.5.21

Os Contos mais Épicos de Conan / The Most Epic Tales of Conan [Saída de Emergência]

Conan, dos heróis mais emblemáticos da literatura fantástica, sinónimo de bárbaro aventureiro, apaixonado pela vida e com um imenso coração, nasceu em 1932 na revista Weird Tales, criado pelo prolifero Robert E. Howard (1906-1936). Este, não poderia imaginar ao publicar o primeiro conto, há quase cem anos, que estaria a criar uma personagem que definiria o género Espada & Feitiçaria, que iria nos anos seguintes ser transposta para inúmeros outros formatos, como a banda desenhada (1970), cinema (1982), jogos de tabuleiro e videojogos (1984), animação (1992), televisão (1997) e outros.
Na continuação das antologias anteriormente editadas pela Saída de Emergência, Os Contos mais Épicos de Conan reúne os treze principais contos curtos e novelas com o herói, ilustrados por autores portugueses, como António Piedade, Carlos Amaral, Cat Azevedo, Daniel Maia, Diana Andrade, Estrela Lourenço, Fábio Veras, Fernando Lucas, Francisco Silva, Inês Garcia, João Gordinho, João Lemos, João Vento de Figueiredo, Jorge Coelho, Luís Corte-Real, Marta Teives, Nuno Plati, Nuno Lourenço Rodrigues, Pedro Potier, Ricardo Venâncio, Rita Alfaiate, Ruben Mocho e Susana Resende.

No meu caso, escolhi ilustrar o conto “Bandidos da Casa”, de 1934, publicado na Weird Tales de Janeiro. Desta aventura, intensa de suspense e acção, surge uma das imagens mais icónicas de Conan, em luta com um símio gigante, que adaptei na minha ilustração.
Agradeço ao editor Luís Corte-Real e ao coordenador Bruno Caetano pelo convite para participar nesta edição.

Os Contos mais Épicos de Conan
[Saída de Emergência]
Autor: Robert E. Howard.

Ilustradores: António Piedade, Carlos Amaral, Cat Azevedo, Daniel Maia,
Diana Andrade, Estrela Lourenço, Fábio Veras, Fernando Lucas, Francisco Silva,

Inês Garcia, João Gordinho, João Lemos, João Vento de Figueiredo,
Jorge Coelho, Luís Corte-Real, Marta Teives, Nuno Plati, Nuno L. Rodrigues,

Pedro Potier, Ricardo Venâncio, Rita Alfaiate, Ruben Mocho e Susana Resende
Prosa Ilustrada | 560p | Impressão a Preto/Branco e Cartonada

1ª Edição: Maio de 2020 | ISBN: 9789897733871 | PVP: 24,40€


Conan, one of the most emblematic heroes of fantastic literature, synonymous with adventurous barbarian, passionate about life and with an immense heart, was born in 1932 in the magazine Weird Tales, created by the prolific Robert E. Howard (1906-1936). He could not have imagined when publishing the first story, almost a hundred years ago, that he would be creating a character that would define the genre Sword & Sorcery, which would in the following years be transposed to countless other formats, such as comics (1970), cinema (1982), board games and video games (1984), animation (1992), television (1997) and others.
In the continuation of the anthologies previously published by Saída de Emergência, The Most Epic Tales of Conan brings together the thirteen chief short stories and novels with the hero, illustrated by Portuguese authors, such as António Piedade, Carlos Amaral, Cat Azevedo, Daniel Maia, Diana Andrade, Estrela Lourenço, Fábio Veras, Fernando Lucas, Francisco Silva, Inês Garcia, João Gordinho, João Lemos, João Vento de Figueiredo, Jorge Coelho, Luís Corte-Real, Marta Teives, Nuno Plati, Nuno Lourenço Rodrigues, Pedro Potier, Ricardo Venâncio, Rita Alfaiate, Ruben Mocho and myself.

In my case, I chose to illustrate the 1934 short story “Rogues in the House”, published in Weird Tales of January. From this adventure, intense of suspense and action, one of Conan's most iconic images emerges, featuring him struggling with a giant ape, which I adapted in my own illustration.
I thank the publisher Luís Corte-Real and the editorial coordinator Bruno Caetano for inviting me to participate in this edition.

5.5.21

Baralho com Diabos disponível | Playing cards with Devils available

É com prazer que anúncio que já está disponível o baralho ilustrado Cartas na Mão, Diabo no Coração, no qual intervi como artista grafista/designer. Este novo baralho, que criei no ano passado, foi agora impresso e pode, por fim, ser adquirido através da Apenas Livros. Em breve, estará à venda também na rede de lojas da Imprensa Nacional Casa da Moeda.


Este baralho é composto por mais de meia centena de mafarricos referenciados no Dicionário Infernal (1818) e por outros recuperados de gravuras portuguesas de meados do séc.XIX. Um “mimo” para quem gosta de gravuras e não se incomoda com diabretes de várias espécies.

It's my pleasure to announce that the illustrated deck of playing cards Cartas na Mão, Diabo no Coração / Cards in the Hand, Devil in the Heart is now available, in which I intervened as a graphic artist/designer. This new deck of playing cards, that I created last year, has now been printed and can finally be purchased through Apenas Livros. Soon, it will also be sold in stores of the Imprensa Nacional Casa da Moeda.
This deck consists of more than fifty demons referenced in the Infernal Dictionary (1818) and others recovered from Portuguese engravings from the mid-19th century. A “treat” for those who like engravings and are not bothered by hellions of various kinds.

1.5.21

Conan - Pré-venda / Pre-sale

No ano passado fui convidada a participar na antologia Os Contos mais Épicos de Conan, por Robert E. Howard, com algumas das mais populares aventuras do bárbaro Cimério. Devido ao abrandar do comércio livreiro pelos efeitos da pandemia mundial, a edição foi adiada para 2021, e entrou recentemente em pré-venda no website da editora Saída de Emergência. O livro estará disponível no final de Maio.

Last year I was invited to participate in the anthology The Most Epic Tales of Conan, by Robert E. Howard, with some of the Cimmerian's most popular adventures. Due to the slowing down of book publishing in the aftermath of the world pandemic, the edition was postponed to 2021, and recently went on pre-sale on the website of publisher Saída de Emergência. The book will be available at May's end.

28.4.21

Heróis Portugueses/Portuguese Heroes: Wanya & João

No ano passado, o colectivo Tágide quis agitar o marasmo cultural que a pandemia trouxe e criou a iniciativa Heróis Portugueses. Através deste projecto, os autores ligados ao grupo celebram algumas das principais personagens da banda desenhada portuguesa e seus criadores, lembrando-as e interpretando-as graficamente. Entre desenhos soltos e imagens mais detalhadas, o Tágide encontra-se na recta final para os 100 heróis, dando por concluída esta 1ª ronda da iniciativa. Mais heróis serão lembrados no final do ano, quando ganharmos fôlego para outra ronda... Os desenhos podem ser acompanhados na etiqueta Heróis Portugueses no blog do Tágide.

A minha participação vai cingir-se a 4 personagens. A primeira foi Wanya, a heroína de Escala em Orongo, criada em 1972 por Augusto Mota e Nelson Dias, e mais recentemente, a coincidir com o aniversário do nascimento do mestre Artur Correia, desenhei D.João, da série D.João e Cebolinha, criada em 1956.


Last year, the Tágide collective wanted to stir up the cultural slump the pandemic brought and created the Portuguese Heroes initiative. Through this project, the authors linked to the group wanted to celebrate some of Portugal's main comics characters and their creators, remembering and interpreting them graphically. From loose sketches and more detailed images, Tágide is in the final stretch to reach 100 heroes, which concludes this 1st round of the initiative. More heroes will be homaged by the end of the year, once we've catched our breath for another round... The drawings can be followed on the Portuguese Heroes tag on the Tágide blog.

My participation will be limited to 4 characters. The first was Wanya, the hero of the graphic novel Escala em Orongo/Layover in Orongo, created in 1972 by Augusto Mota and Nelson Dias, and, more recently, coinciding with the birth celebration of master Artur Correia, I also drew D. João, from the D. João and Cebolinha series, created in 1956.

22.4.21

3º Prémios Bandas Desenhadas - Nomeações | 3rd Bandas Desenhadas Awards - Nominations

Hoje fui surpreendida por uma nomeação nos 3ºs Prémios Bandas Desenhadas, na categoria Melhor BD Curta em Antologia. O trabalho em causa tem o título “Menino Perdido” e já tem alguns anos – mencionei-o aqui –, mas só recentemente organizei ideias quanto ao argumento escrito, quando se proporcionou editá-lo no Outras Bandas #4. Fico feliz por ser seleccionada pelo júri e ainda mais por poder partilhar uma outra nomeação com os autores amigos do col. Tágide, para Melhor Antologia!

Estas indicações na 1ª ronda de selecções do 3º PBD somam sete vezes que o Tágide obteve nomeações a nível nacional, depois de ser finalista em duas entradas para Melhor Publicação Independente e vencedor em Melhor Obra Curta no XVII Troféus Central Comics (2020), e em Melhor Antologia e Melhor BD Curta em Antologia no 2º Prémios Bandas Desenhas (2020). É-me particularmente gratificante observar estes apreços uma vez que foram os meus cursos Iniciação à Arte Sequencial que puseram em marcha o projecto Tágide e deram o empurrão inicial a muitos dos meus colegas para se aventurarem criativamente em banda desenhada.

Today I was surprised by a nomination in the 3rd Bandas Desenhadas Awards, in the category Best Short Comic in Anthology. The work in question is titled “Menino Perdido/Lost Boy” and is already a few years old – I mentioned it here – but I only recently organized ideas about the written script, when it the chance came about to have it published in the comics anthology Outras Bandas #4. I am happy to have been selected by the jury and even more to be able to share another nomination with my authors friends from the Tágide collective, for Best Comics Anthology!
These indications in the 3rd PBD's 1st round of selections add up seven times that Tágide got nominations in portuguese awards, after being finalist in two entries for Best Independent Publication and winner in Best Short Comic at XVII Central Comics Trophies (2020), and in Best Comics Anthology and Best Short Comic in Anthology at the 2nd Bandas Desenhas Awards (2020). It is particularly gratifying for me to grasp these appreciations, since it was my Initiation to Sequential Art courses that started the Tágide project and gave the initial push to many of my colleagues to venture out creatively in comics.

21.4.21

Cocheiro - Amostra | Coachman - Sample

Esta pequena ilustração mostra um cocheiro do séc.XVIII e foi criada como amostra para um projecto de banda desenhada para o qual fui convidada. Não posso revelar mais para já, só digo que será um desafio enorme nos próximos meses mas também empolgante, pois terei de visitar os quotidianos e pessoas de Portugal antigo.
Esta imagem foi desenhada tradicionalmente e colorida em programa digital.


This small illustration shows a coachman from the 18th century and was created as a sample for a comic book project to which I was invited. I can't reveal more for now, just say that it will be a huge challenge in the coming months but also an thrilling one, given that I will have to research the daily lives and the peoples of old Portugal. This image was traditionally drawn and digitally colored.

8.3.21

Análise / Review - The Red Mother

No mês passado, contribuí para o blogue Tágide com a minha primeira crítica literária de sempre, sobre a série de BD The Red Mother, por Jeremy Haun & Danny Luckert, publicada pela editora BOOM! Studios. Podem ler AQUI.

A revista foi-me sugerida por uma aluna numa recente formação e precisei de a ler para avaliar a apreciação da formanda, e acabei por querer ler até ao final. Embora a série tenha sido concluída no início de 2021 e haja dois (de três) compilações no mercado, todos os números estão disponíveis via Comixology, o que me tornou o acesso à leitura mais imediata.

No geral, achei-a uma boa obra de BD, que só perde ritmo na conclusão da história. Embora seja algo genérica em termos de canônes do género, para os fãs de Horror e Fantasia como eu, que em especial tenham os filmes Rosemary's Baby e Suspiria entre os favoritos, e que gostem do mistério de histórias creepy-pasta, isso é pouco grave. De resto, a arte compensa bastante as insuficiências do argumento, utilizando bem todos os recursos narrativos inerentes ao formato.


Em
The Red Mother, conhecemos a protagonista Daisy McDonough, que perde o namorado e um olho num assalto brutal e que, enquanto tenta recuperar a sua vida e receber apoio psicológico, começa a ver estranhas visões com o seu olho prostético. Nessas visões encontra a entidade ancestral The Red Mother, que quer atravessar para o nosso mundo...
Dou-lhe 7 em 10.

5.3.21

Fundamentais da BD '2020 - Conclusão | Comics Fundamentals '2020 - Conclusion

Concluí esta semana o meu mais recente curso de banda desenhada, Fundamentais da BD, realizado a convite da Escola Secundária de Alcochete e em parceria com o programa Vespeira.
A formação, que era suposta terminar a meio de Janeiro, arrastou-se até início de Março devido a suspensões das aulas e no último mês foi inteiramente realizada por meios digitais, o que se revelou uma vantagem, tanto para mim como para as alunas. De seguida, as 8 formandas que frequentaram o curso vão realizar um projecto de BD escolar que consiste em criar uma história alusiva ao pintor Marcelino Vespeira, orientado pelos professores de Artes.


Nesta formação, descartei alguns tópicos programáticos que criei para os cursos Iniciação à Arte Sequencial que seriam talvez demasiado avançados para estudantes de liceu, mas, com vista a facilitar a adaptação das alunas ao projecto, adicionei um módulo conclusivo vocacionado especificamente para a criação de BD surrealista e experimental, que simultaneamente desagregue e respeite os critérios que fazem da narrativa visual uma arte também vanguardista.

Entre o grupo, preenchido por simpáticas e esforçadas alunas, encontrei alguns talentos promissores que, se continuarem a explorar a área, vão dar que falar na comunidade de banda desenhada. A nova geração de artistas entra no jogo!

A nível pessoal, este curso abriu um caminho que ainda não havia considerado, de fazer formações de BD online e disponibilizar os meus conteúdos programáticos a interessados por todo o país. É algo que me vejo a explorar de futuro.
 

This week I completed my most recent comics course, Comics Fundamentals, conducted at the invitation of Alcochete's High School and in partnership with the Vespeira program. The formation, which was supposed to wrap-up in mid-January, dragged on until the beginning of March due to suspension of classes and, for the last month, was entirely carried out through digital chats. Next, the 8 students who attended the course will carry out a school project that consists of creating a comic book alluding to painter Marcelino Vespeira, which will be coordinated by the Art teachers.

In this course, I've discarded a few programmatic topics that I created for the Initiation to Sequential Art courses that would perhaps be too advanced for high school students, but, in order to facilitate the adaptation of these students to the project in sight, I added a conclusive module aimed specifically at the creation of surrealist and experimental comics, which simultaneously disaggregates and respects the criteria that make visual narrative also an avant-garde art.

Among the group, filled with friendly and dedicated students, I found a few promising talents who, if they continue to explore the field, will make a splash in the comics community. A new generation of artists enters the game!

On a personal level, this course has opened a venue that I hadn´t considered yet, to conduct teaching comics creation online and to make available my contents to a wider audience thoughout the whole country. This is something I would like to try in the near future.

3.3.21

2020 em Revisão | 2020 in Review

Como vem sendo hábito, começo o ano com resumo da minha actividade profissional nos doze meses anteriores. 2020 foi bastante atípico para todos nós, mas felizmente não fui afectada pela pandemia a nível profissional. Um momento marcante foi a mudança para o meu novo apartamento e a instalação do novo estúdio, e embora ainda precise de pendurar quadros, de afixar luzes e de substituir os móveis, o espaço tem sido inspirador!

Editorialmente, o ano arrancou com a 2ª edição do meu primeiro baralho de cartas ilustrado,

Gatos Baralhados, seguido pela minha estreia como designer, no baralho Aves de Portugal Continental, também pela Apenas Livros. Este abriu uma faceta profissional que me manteve bastante ocupada, produzindo também os baralhos ilustrados Xilogravura Portuguesa do Séc.XVI-XIX (edição adiada), Cartas na Mão, Diabo no Coração (edição adiada), Dança dos Mortos, Registos de Santos em Azulejos de Lisboa e Provérbios de Animais, que estou a concluir e ao qual regresso também como ilustradora.

Devido ao adiamento de projectos por causa do cancelamento de feiras e pela conjuntura editorial desfavorável, as únicas outras edições em que participei foi o fanzine antológico de banda desenhada
Outras Bandas #3, pelo Tágide, e o livro-de-cordel Aurora Boreal e O Círculo Imperfeito #3, por José de Matos Cruz e editado pela Apenas Livros, que reúnem trabalhos anteriormente difundidos online ou feito há alguns anos, respectivamente.

Ainda em ilustração, apesar de outras oportunidades adiadas, os trabalhos que fiz foram todos de relevo e bem-sucedidos, felizmente: para o portal BandasDesenhadas fiz 4 ilustrações em conjunto com o autor Daniel Maia, para ilustrar o seu Prémio BD; fui convidada a ilustrar um conto de Robert E. Howard para
Os Contos mais Épicos de Conan (edição adiada); e, após produzir comissões avulsas, realizei a minha primeira lista oficial, designada Retratos de Animais de Estimação, que foi um grande sucesso – pelo qual estou muito grata! – e que precisei de alargar a mais trabalhos do que havia definido inicialmente.

2020 correu bem também em exposições. Depois de começar o ano com a mostra individual “Cartadas de Cães e Gatos,” na Casa Mora – Museu Municipal do Montijo, que teve limitação devido a regras de distanciamento social mas que, em contrapartida, foi beneficiada por um longo período de exibição, fui convidada a integrar o grupo de 15 autoras portuguesas de BD que expuseram no 11º Brussels Comic Strip Fest/Féte de la BD, na exposição “Uma Janela com Vista para o Mundo,” na qual tive imenso orgulho em participar.

Adicionalmente, junto com os colegas do col. Tágide, fui nomeada para Melhor Publicação Independente do XVII Troféus Central Comics, e fiquei orgulhosa pela minha aluna Patrícia Costa ter vencido o prémio de Melhor Obra Curta na mesma competição. E por falar em acções de formação, fui também convidada a realizar um novo curso de BD, desta vez reformulado para se adaptar ao público escolar;
Fundamentais da BD é um curso feito na Escola Secundária de Alcochete, desenvolvido ao abrigo do programa Vespeira '2020. Apesar de aulas presenciais não ser algo confortável de fazer num ano complicado como aquele foi, as minhas alunas fizeram valer esse risco.

(Ver aqui as Revisões de 2019, 2018 e 2017)

As usual, I begin the year with a Review of my professional activity in the previous twelve months. 2020 was very atypical for us all, but fortunately I wasn't affected by the pandemic on a professional level. A remarkable moment was the move to my new apartment and the installation of the new studio, and although I still need to hang frames, fix lights and replace furniture, the space has been inspiring!

Publishing-wise, the year started with the 2nd print of my 1st illustrated deck of cards, Shuffled Cats, followed by my debut as designer, in Birds of Mainland Portugal deck of playing cards, also by Apenas Livros. This opened a professional window that kept me very busy, also producing the illustrated decks Portuguese Woodcarving of the XVI-XIX century (edition postponed), Bills in the Hand, Devil in the Heart (edition postponed), Dance of Death, Records of Saints in Tiles of Lisbon and Animal Proverbs, which I am concluding and to which I also return as illustrator.
Due to the postponement of projects due to cancellations of book fairs and the unfavorable market situation, the only other editions I participated in were the anthological fanzine Outras Bandas #3, by Tágide, and the string-book Aurora Boreal and The Imperfect Circle #3, by José de Matos Cruz and published by Apenas Livros, which brought to print works previously showcased online or created a few years ago, respectively.

Still regarding illustration, despite other postponed opportunities, with luck all the works I did were relevant and successful: I created 4 illustrations together with the author Daniel Maia for BandasDesenhadas website, to illustrate their Comics Award; I was invited to illustrate a short story by Robert E. Howard for Conan's Most Epic Tales (postponed edition), by Saída de Emergência; and, after producing several commissions, I launched my 1st official list, called Pets Portraits, which was a great success – for which I am very grateful! – and that I needed to extend to a few more works than I had initially defined.

2020 also went well in exhibitions. After starting the year with the individual exhibit “Cartadas de Cão e Gatos,” at Casa Mora - Municipal Museum of Montijo, which had limited access due to social distancing rules but that, on the other hand, benefited from a long exhibition period, I was invited for a group of 15 Portuguese female comics authors who exhibited at the 11th Brussels Comic Strip Festival/Féte de la BD, in the exhibition “A Window with a View of the World,” in which I was immensely proud to participate.

Additionally, together with colleagues from Tágide, I was nominated for the Best Independent Publication of the 17th Central Comics Trophies, and I was proud that my student Patrícia Costa won the Best Short Award in the same competition. And speaking of formations, I was also invited to teach a new comics course, this time reformulated to the high school audience; Fundamentals of Comics is a course I conducted at the Alcochete High School, developed under the Vespeira '2020 program. Although presential classes weren't comfortable to do in a complicated year like that one, my students made this risk worthwhile.

28.2.21

Outras Bandas #4 [Tágide]

A minha primeira edição deste ano é o fanzine antológico Outras Bandas #4, pelo colectivo informal Tágide, num número dedicado ao trabalho de autores do grupo que ainda não haviam contribuído para o título. Pela minha parte, após colaborar com ilustrações de capa nos #0 e #1, e participar nos cadavres exquis do #3, publico agora a primeira BD, um trabalho curto de 2018 em desenho a grafite.
Neste número, são apresentadas várias bandas desenhadas curtas e galerias de ilustração, em trabalhos de teor melancólico por
Henrique Gandum e João Raz, de humor por Jorge RoD! Rodrigues e José Bandeira, e ainda obras fantasiosas e míticas pelos artistas recém-chegados ao sector Nuno Dias, Rui Serra e Moura, Tiago Martins – com um argumento desenhado por Daniel Maia – e Yves Darbos, que é o autor da ilustração de capa/contracapa do número.

Devido à ausência de festivais da especialidade ou possibilidade de agrupamentos em livrarias, este Outras Bandas #4 não irá ter uma ocasião de apresentação, tal como aconteceu com os números de 2020. Em todo o caso, o colectivo espera manter o ritmo editorial durante 2021 e tem previstos mais cinco edições até ao final do ano.


My first edition of the year is the anthological fanzine Outras Bandas #4, by the collectivity Tágide, in an issue dedicated to the work by the group's authors that hadn't yet contributed to the title. For my part, after collaborating with cover illustrations in #0 and #1, and participating in the exquisite corpse of #3, I now enter with a first short comic, a work of 2018 made in pencil drawing.
Also in this issue

are featured several short comics and illustration galleries, with melancholic works by Henrique Gandum and João Raz, with humor by Jorge RoD! Rodrigues and José Bandeira, as well as fantastical and mythical works by newcomers Nuno Dias, Rui Serra e Moura, Tiago Martins - with a script drawn by Daniel Maia - and Yves Darbos, who is the author of the cover illustration for this issue.
Due to the absence of comics festivals or of groupings in bookstores, this Outras Bandas #4 will not have a presentation, as has happened with the issues of 2020. In any case, the collectivity expects to maintain the editorial pace during 2021 with five more editions expected by the year's end.

Outras Bandas #4
(Tágide)
Autores:
Daniel Maia, Henrique Gandum, João Raz, Jorge Rodrigues, José Bandeira,
Nuno Dias, Rui Serra e Moura, Susana Resende, Tiago Martins e Yves Darbos
Ilustração de Capa/Contracapa: Yves Darbos
Edição/Produção: Daniel Maia e Eduardo Martins
Fanzine de BD | 40p | Impressão a Preto/Branco
1ª Edição: Fevereiro 2020 | 100 ex. | PVP 2,00€

10.2.21

Comissões XI / Commissions XI - Tita

Após apresentadas as cinco ilustrações que fiz na lista de comissões natalícia Retratos de Animais de Estimação, tenho de destacar um trabalho extra que fiz já fora das vagas: à proverbial “última da hora” surgiu-me mais um pedido que não pude negar, para uma cliente lisboeta. A encomenda foi uma prenda de natal para os seus sobrinhos, figurando a cadela Tita, que não tem brinquedos particularmente favoritos mas que é uma grande fã de passear na rua e de ser devidamente apetrechada pelos donos.
A ilustração, de formato A3, foi colorida em técnica mista, com aguarelas e detalhes em lápis de cor, para além doutros materiais.



After presenting all five illustrations that I made on my christmas commissions list, Pets Portraits, I have to highlight an extra job that I took on outside of the slots made available: in the proverbial “last minute”, I got another request that I couldn't deny, for a customer in Lisbon. The artwork was a christmas gift for his nephews, featuring the dog Tita, that has no particularly favorite toys but who is a big fan of going for walks and being properly equipped by her owners.

The illustration, in A3 format, was colored in mixed technique, with watercolors and details in colored pencils, plus other materials.

6.2.21

Comissões X / Commissions X - Charlie

O 5º e último trabalho da minha 1ª lista de comissões foi um caso especial... O cliente, Björn, reside na Alemanha e pediu-me para retratar Charlie, o poodle da sua noiva. Adicionalmente, foi-me pedido para dispensar os elementos extra mas ilustrar em vez destes um cenário de fundo, fazendo desta a ilustração mais trabalhosa das encomendas.
O envio para outro país, custoso, foi bem-sucedido e ao meu alívio da recepção do trabalho somou-se o visível agrado da reacção a ele. A ilustração foi feita em formato A3 e colorida com aguarela, mais retoques a guache e acrílico branco.



The 5th and final work on my 1st list of commissions was a special case... The client, Björn, lives in Germany and asked me to portray Charlie, his fiancee's poodle. Additionally, I was asked to dispense with the extra elements but to instead illustrate a background, making this the most laborious illustration of these orders.
The shipping to another country, costly, was successful and to my relief of the artworks arrival was added the visible satisfactory reaction to it. The illustration was done in A3 format and colored with watercolor, plus touch ups with gouache and white acrylic.